quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Janot reserva dias de folga para a metade de 2018

São dias relativos à licença-prêmio

Além dos 270 dias de licença-prêmio convertidos em dinheiro, o que significa embolsar de uma só vez nove meses de salário, Rodrigo Janot reservou 41 dias para usufruir. Já marcou com bastante antecedência. Será entre maio e junho de 2018.
Já o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, preso há quase um ano pela Lava Jato, tem poucos momentos de alegria. Um deles quando é lembrado de ter sido fundamental para o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Nenhum comentário:

Postar um comentário