segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

MINISTRO MENDONÇA FILHO CONCEDE REAJUSTE NO PISO SALARIAL DOS PROFESSORES ACIMA DA INFLAÇÃO

Resultado de imagem para MINISTRO MENDONÇA FILHO CONCEDE REAJUSTE NO PISO SALARIAL DOS PROFESSORES ACIMA DA INFLAÇÃO
Brasília – O piso salarial dos professores terá aumento de 7,64% em 2017 e passará para R$ 2.298,00. O reajuste foi anunciado pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, na quinta-feira, (12) e representa incremento de 1,35% acima da inflação acumulada de 2016, que foi de 6,29%, de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA).
Garantimos um ganho real a categoria. Conseguimos um reajuste acima da inflação. O professor que tem carga horária mínima de 40 horas semanais e formação em nível médio (modalidade curso normal) não pode receber menos do que esse valor”, defendeu o ministro. 
O ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciou também a nova composição do fórum permanente para acompanhamento da atualização progressiva do valor do piso salarial nacional para os profissionais do magistério público da educação básica. A Portaria nº 1/2017, da Secretaria de 

Articulação com os Sistemas de Ensino (Sase) do MEC, com a nova composição do fórum, foi publicada também na quinta-feira.

Os estados e municípios que, por dificuldades financeiras, não possam arcar com o piso, devem contar com a complementação orçamentária da União, como determina a Lei 11.738/2008, no art. 4º. Em Dezembro o ministro Mendonça Filho liberou o pagamento da complementação do FUNDEB para municípios, quatro meses antes.  Essa complementação só seria feita em abril.
 
Outra iniciativa inovadora é a liberação do pagamento desse complemento do FUNDEB de forma parcelada. O que seria pago em dezembro de 2018 vai começar a ser pago em janeiro de 2017.

Fórum  Designado pela Secretaria de Articulação com os Sistemas de Ensino (SASE) do MEC, o fórum permanente tem como objetivo acompanhar a atualização progressiva do valor do piso salarial nacional para os profissionais do magistério público da educação básica. 

O fórum será integrado por representantes da Secretaria de Articulação com os Sistemas de Ensino; do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP); do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), do Conselho Nacional de Secretários da Educação (CONSED) e da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME). 

Assessoria de Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário