terça-feira, 5 de julho de 2016

Chauí diz que FBI treinou Moro para a Lava Jato

Folha de S.Paulo

Em vídeo publicado neste domingo (3), a filosofa Marilena Chauí, 74, afirma que o juiz federal Sergio Moro, da Operação Lava Jato, foi treinado pelo FBI — o equivalente à Polícia Federal nos EUA — para conduzir o caso. Segundo ela, o objetivo da Lava Jato seria retirar do Brasil a soberania sobre o pré-sal. "Por que isso ficou claro para mim? Por que Sergio Moro foi treinado, nos Estados Unidos, pelo FBI."
"Ele recebeu um treinamento que é característico do que o FBI fez no Macarthismo [política de perseguição anticomunista adotada pelos EUA nos anos 1950] e fez depois do 11 de setembro que é a intimidação e a delação", afirma a professora da USP. Segundo ela, os Estados Unidos teriam o objetivo de desestabilizar o Brasil. "A Operação Lava Jato é, vamos dizer, o prelúdio da grande sinfonia de destruição da soberania brasileira para o século 21 e 22."
Ela criticou a gestão interina de Michel Temer e o ministro das Relações Exteriores, José Serra, e os acusa de quererem entregar a exploração do pré-sal para empresas norte-americanas e afirma que o governo está "destruindo a economia brasileira".
Não é a primeira vez que Chauí, notória intelectual de esquerda e defensora da presidente afastada, Dilma Rousseff, afirma que o objetivo da Lava Jato é entregar o pré-sal brasileiro a empresas norte-americanas. Em ato contra o impeachment de Dilma na USP, em março deste ano, a professora havia dito ainda que outro fim seria o enfraquecimento do Mercosul. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário