segunda-feira, 21 de março de 2016

PF acusa deputados: formação de quadrilha e lavagem

O deputado federal Mario Negromonte Junior (PP-BA), um dos responsabilizados pela PF

A Polícia Federal finalizou quatro inquéritos de políticos envolvidos na Lava Jato e concluiu eles praticaram os crimes de corrupção passiva qualificada, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, além de ameaça.
São eles os deputados federais Luiz Fernando Faria (PP-MG), Mario Negromonte Junior (PP-BA), Roberto Britto (PP-BA), o ex-deputado federal João Pizzolatti e o ex-ministro das Cidades Mario Negromonte.
De acordo com a Polícia Federal, a conclusão baseou-se no resultado de buscas e apreensões em imóveis, relatórios de inteligência, depoimentos e provas documentais.
Os cinco políticos citados eram vinculados ao PP na época dos fatos apurados pela Operação Lava Jato. Dois deles estão sem mandato: Pizzolatti e Negromonte, que também foi deputado federal e atualmente ocupa uma cadeira no Tribunal de Contas da Bahia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário