quarta-feira, 2 de março de 2016

"Chegamos ao fundo do poço, ao ponto de um simples parto normal, ter que ser feito em outra cidade", denuncia Jânio Arruda

TAQUARITINGA DO NORTE - O vereador oposicionista Jânio Arruda (PSD) está totalmente indignado com a administração municipal de Taquaritinga do Norte.

O parlamentar, que é ex-prefeito do município, não poupa críticas a gestão do prefeito Evilásio Araújo (PSB), que segundo ele abandonou a Saúde Pública da 'Dália da Serra'. Jânio revela que o hospital da cidade não realiza mais partos e com isso, consequentemente, não tem nascido mais taquaritinguenses nos últimos anos.

"Em 1983, o Sr. Severino Pereira construiu e inaugurou o Hospital Geral Severino Pereira, um dos maiores e melhores do interior de Pernambuco, hoje pertencente a prefeitura. Nos dias de hoje o hospital encontra-se em estado deplorável, falta tudo, médicos não querem mais trabalhar, pois quando trabalham não recebem, usam profissionais do CONIAPE, consórcio que é dirigido pelo prefeito de Taquaritinga e assim a FUNDATA fica sem responsabilidades trabalhistas, falta medicamentos, ambulâncias, etc, é o caos instalado na saúde do nosso município, há mais de dois anos não são feitos partos nem cirurgias na nossa cidade". 

Na terça-feira da semana passada, dia 23/02, o secretário de saúde do município de Santa Cruz do Capibaribe, Breno Feitoza esteve reunido com os secretários de saúde do Brejo da Madre de Deus, Jataúba e Taquaritinga do Norte. Na ocasião foi discutida a implantação do Centro de Parto Normal com atendimento regional no município de Santa Cruz do Capibaribe. O atendimento pré-natal às gestantes continuará sendo feito em cada município, mas os partos passarão a ser centralizados em Santa Cruz do Capibaribe no Hospital Materno Infantil.

Jânio Arruda falou sobre a reunião e disparou diretamente contra o prefeito Evilásio; "Agora é pra valer, não vai mais nascer ninguém em Taquaritinga, por puro capricho e irresponsabilidade da administração pública local, comandada por um inconveniente, incompetente e irresponsável sem limites com a coisa pública". Apontando os problemas que surgirão caso os partos passem a ser feitos exclusivamente na Capital da Sulanca, o vereador prosseguiu; "É inconcebível que nos dias atuais, com a estrutura que tem Taquaritinga, chegarmos ao fundo do poço, ao ponto de um simples parto normal, ter que ser feito noutra cidade, onde a parturiente vai ter que viajar mais de 50 km (ida e volta), além das dificuldades que se somam com os problemas existentes em nossas rodovias e também o grande trânsito de veículos nos dias de feiras." 

Disposto a travar uma guerra com a administração municipal com o objetivo de não permitir que o hospital fique sem realizar os partos, Jânio Arruda pede o apoio da população e compromete-se a não cessar esforços de reverter o desejo da administração municipal.

"Como Vereador, como político e como filho desta terra irei lutar com todas as ferramentas legais existentes para impedir que tal fato aconteça, pois toda população será prejudicada, mais do que já está, nos dias de hoje. Afinal, governar é estabelecer prioridades e ao apagar das luzes desse pífio governo municipal, em nenhum momento, a saúde foi prioridade, consequentemente não será agora, faltando apenas dez meses para o final da pior gestão que o município já viu, que iremos acreditar na solução desse problema", cravou. 

Em seguida, Jânio convocou a popular a protestar contra o fato; "Peço a todos aqueles que estão atentos a esses fatos negativos que destroem a nossa terra, que se manifestem da forma como puder, demonstrando assim a sua indignação, pois se ficar assim, enquanto esse povo estiver à frente do município, não nascerá mais nenhum taquaritinguense", encerrou.

O vereador deve se pronunciar oficialmente sobre o caso na tribuna da câmara de vereadores do município, durante sessão que acontece na tarde da próxima quinta-feira (03).

Assessoria de Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário