sábado, 23 de janeiro de 2016

Plano Nacional da Cultura Exportadora é lançado em Pernambuco



SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE: O evento aconteceu no Cellebre Recepções e contou com as presenças de diversas autoridades e representantes de entidades empresariais, do Moda Center Santa Cruz, de técnicos do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), além do Ministro Armando Monteiro e também do presidente do Sindicato da Indústria Têxtil de Pernambuco. No evento, foram apresentados diversos dados sobre a importância de se promover o estímulo à cultura exportadora, especialmente para as empresas de pequeno e médio porte da região.

Até o momento, 146 micro, pequenas e médias empresas das cidades de Toritama, Caruaru e Santa Cruz já se inscreveram no programa. A ideia é que, de acordo com a vigência de dois anos de ações previstas no PNCE, o número de empresas que já exportam em vários segmentos, 260 ao todo, seja duplicado conforme disse o Ministro. Armando também aproveitou para descrever como funcionará as ações do PNCE para as empresas do Polo e demais participantes.

“A exportação não é um mero slogan, mas um canal irrecusável para aquelas empresas que querem manter seus negócios. Não é algo complicado como muitos imaginam e aí entra o PNCE para usar uma série de instituições e de entidades para oferecer um apoio ao micro e pequeno empresário para que ele faça a trilha de exportação. Isso envolve toda uma ação de apoio e de consultoria, para dizer a ele que há condições de fazer a exportação simplificando alguns procedimentos, orientando os processos de financiamento, analisando e adequando o seu produto, identificando mercados em potencial, com melhores perspectivas… Isso chamamos de Inteligência Comercial. A qualidade do produto hoje aqui é muito diferente de 10, 15 anos passados. Se agora produzimos com mais qualidade, podemos acessar mercados mais exigentes e podemos sim e exportar e o Polo dará maior engajamento as exportações”, pontuou.

Vice-prefeito do município de Taquaritinga do Norte, Ivanildo Mestre (Lero), foi mais uma entre tantas personalidades políticas que estiveram presentes ao lançamento do Plano de Exportações para Região, aliado do Ministro Armando Monteiro Neto, ele esteve acompanhado dos vereadores Batata, Luquinha, Geovane e de outras lideranças e destacou o trabalho do ministério direcionado ao Polo de Confecções. 

“Temos que parabenizar o ministro. Esta ação mostra o carinho que ele tem por Pernambuco, em especial para o Polo das Confecções. As empresas estão em crise e ver agora uma saída podendo exportar o nosso produto”, disse. 

Para Lero, exemplos do Sertão podem servir para a realidade local e enfatiza que a Dália da Serra estará dentro desse novo processo.  “Temos como exemplo em Pernambuco, a cidade de Petrolina, onde a crise existe, mas de menor porte porque os empresários são organizados e estão exportando”, diz e completa em seguida. “Taquaritinga não pode, nem vai ficar de fora, porque a gente vai se organizar o ver o melhor caminho para voltar a crescer e gerar emprego e renda para o nosso povo”.

Na ocasião, também foi assinado o convênio entre a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), extensionistas do Projeto de Extensão Industrial Exportadora (PEIEX), da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e o MDIC. De acordo com técnicos do Ministério do Desenvolvimento , Indústria e Comércio Exterior, nos demais dias, as empresas da região podem procurar o Núcleo Operacional do PEIEX, que funcionará no campus da UFPE, em Caruaru ou entrar em contato direto com a Apex-Brasil pelo e-mail apexbrasil@apexbrasil.com.br  ou pelo site www.apexbrasil.com.br. (FONTE: Blog do Ney Lima)

Nenhum comentário:

Postar um comentário