terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Operação lava-jato

Pedro Correa cita ministros de Dilma e senador Aécio Neves como supostos envolvidos em esquema que desviou milhões da Petrobras


pedro correa 2
Blog do Ney Lima
O ex-deputado federal Pedro Correa (PP), condenado por envolvimento no Mensalão e por envolvimento no esquema de desvios a Petrobras, está negociando a delação premiada.

De acordo com informações divulgadas pelo Jornal Folha de São Paulo, o ex-deputado adiantou, na carceragem da Polícia Federal em Curitiba (PR), que tem informações que podem comprometer mais de 100 políticos.

Entre eles os ministros Aldo Rebelo (da Defesa) e também Jaques Wagner (da Casa Civil), além do ex-senador e candidato derrotado à presidência, Aécio Neves (PSDB).

As declarações do ex-deputado são vistas com muita expectativa da imprensa, já que, em algumas ocasiões, Pedro Correa citou que teria declarações que poderiam comprometer grandes “caciques” da política nacional.

Só no esquema da Petrobras, o deputado é apontado por ter recebido mais de R$ 11 milhões em propinas, apuração feita nos autos da operação Lava-Jato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário