terça-feira, 5 de janeiro de 2016

E-mails: Odebrecht atua por ação de Lula no exterior

De O Estado de S.Paulo - Ricardo Brandt, Fausto Macedo e Mateus Coutinho
Troca de mensagens entre presidente afastado do grupo e executivos foram destacadas em inquérito da Lava Jato
Uma série de e-mails trocados entre Marcelo Bahia Odebrecht e executivos afastados do grupo mostra como a maior empreiteiro do País usava de sua proximidade com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ex-diretores da Petrobrás para tentar influenciar governos de outros países para obter contratos bilionários. Anexados aos autos da Operação Lava Jato em dezembro, as mensagens tratam de negócios da Odebrecht na Argentina, Bolívia e Peru.
Em uma das trocas de e-mails destacadas pela Polícia Federal, o dono da Odebrecht – afastado da presidência do grupo em novembro, após ser preso pela Lava Jato em 19 de junho – conversa com executivos do grupo. São eles, Carlos Brenner, Roberto Prisco Ramos, Márcio Faria e Rogério Araújo. O assunto tratado, negócios da Braskem – petroquímica da empresa em sociedade com a Petrobrás – no Peru e a visita do ex-presidente Lula.
Para a PF, o documento indica a tentativa de Odebrecht e executivos de uso da influência do ex-presidente para fechar o negócio. Quem também participa da troca de mensagens é o ex-diretor de Internacional da Petrobrás Nestor Cerveró e o ex-gerente da estatal Luis Moreira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário