sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Dilma vem ao Recife acompanhar combate a microcefalia

Do G1/PE
Devido ao alarmante e crescente número de casos de recém-nascidos com microcefalia registrados em Pernambuco, a presidente Dilma Rousseff (PT) aportará no Recife amanhã. Ela deverá se encontrar com autoridades locais para tratar do assunto. A programação completa da chefe de estado ainda não foi divulgada. A informação foi repassada pela presidente estadual do PT, a deputada Tereza Leitão. Em novembro, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, participou de reunião com a chefe do Executivo, que manifestou “preocupação” com a situação e afirmou que viria ao Estado.
“Um assunto como este tem a preocupação de todos nós e a presidenta também demonstrou muita preocupação. São números que crescem rápido e as crianças que estão nascendo agora foram geradas no início do ano, então toda a investigação e a preocupação é no sentido de que a gente tome ação imediata para que o início do próximo seja com menos casos”, afirmou o governador no Palácio do Planalto no dia 26.
Na ocasião, Câmara ainda afirmou que passou cerca de duas horas em reunião com a presidente e com ministro Marcelo Castro o aumento “exponencial” dos casos de crianças com a má-formação. Segundo ele, Pernambuco é o estado no Nordeste com o maior número de casos notificados e confirmados e que, por isso, é preciso contar com ajuda do Governo Federal para combater a doença.
A microcefalia é uma condição rara em que o bebê nasce com o crânio do tamanho menor do que o normal. Em razão das diversas crianças que nasceram com a doença, o governo federal criou uma força-tarefa integrada por 17 ministérios para tentar conter o avanço dos casos. Até o Exército brasileiro foi acionado para integrar o combate ao Aedes Aegypti, transmissor de doenças como a dengue, chikungunya e zika – essa tida como uma das responsáveis pela microcefalia.
Até o dia 30 de novembro, Estado registrava 646 casos. O governo de Pernambuco anunciou um novo protocolo para diagnóstico da microcefalia. A partir da quinta-feira (3), só serão considerados com a má-formação os bebês que tenham perímetro cefálico igual ou inferior a 32 centímetros -- e não mais 33 cm. O estado decidiu adotar os parâmetros definidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
O protocolo também determina que as mães que apresentarem manchas vermelhas pelo corpo (exantema) durante a gestação devem procurar a Secretaria Estadual de Saúde (SES) para que o caso seja notificado.
Quarta passagem
Essa será a quarta vez que Dilma visita o estado em 2015. Em abril, ela esteve presente na inauguração da fábrica da Jeep em Goiana, Zona da Mata Norte. Na época, era previsto que o local deveria gerar, até o fim de 2015, 9 mil empregos diretos e indiretos. A presidente retornou em maio para a inauguração do navio André Rebouças, no estaleiro Atlântico Sul, em Suape.
Já em agosto, a presidente compareceu em Pernambuco com uma agenda mais pragmática ao se reunir com o empresariado local na sede da Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe) e ao participar do encontro "Dialoga Pernambuco".
Antes dos encontros no Recife, Dilma Rousseff teve compromissos ainda na cidade de Cabrobó, no Sertão do estado. No município, a presidente vai acionar a Estação de Bombeamento do Eixo Norte do projeto de Integração do Rio São Francisco, a primeira da transposição neste trecho

Nenhum comentário:

Postar um comentário