sexta-feira, 6 de novembro de 2015

VIAJAR DEIXA AS PESSOAS MAIS FELIZES DO QUE BENS MATERIAIS!

A única resolução que todos precisam fazer para esse ano não é comprar roupas e supérfluos. Ou seja, não comprar nada que realmente não precise.
Quem gosta de viajar é mais atraente01
O site Salon.com até relatou uma pesquisa do psicólogo Thomas Gilovich sobre o assunto. A pesquisa mostra que viajar traz mais felicidade do que bens materiais pelas experiências individuais que temos quando viajamos. Ou seja, fazer coisas invés de comprar coisas nos deixa mais felizes. Veja se você concorda:

1. É mais difícil comparar viagens do que coisas.

Você fica feliz quando compra um carro mas a felicidade pode passar assim que você vê que o seu vizinho comprou um melhor que o seu. Já numa viagem, sua experiência é tão única que chega a ser incomparável. E mesmo que o seu vizinho tenha passado as férias na Europa e você no litoral paulista, não significa que ele estava realmente feliz e se divertindo tanto quanto você na praia.

2. Viajar nos aproxima mais das pessoas e isso tende a nos deixar mais felizes.

É só lembrar das viagens que fez com a família, com uma amiga e até aquelas em que foi sozinho e fez grandes amizades. Esse tipo de experiência tende a aproximar e conectar pessoas, enquanto comprar coisas nem tanto.

3. Coisas enjoam e viajar é uma experiência que fica para sempre.

Lembra do carro que você comprou no fim do ano? Já enjoou e quer trocar por um novo, né? Mas aquela viagem que você fez nunca será esquecida ou trocada.

4. Contar sobre uma viagem deixa as pessoas mais felizes do que contar sobre a roupa nova que comprou.

Daqui cinco anos você vai contar sobre a sua viagem com a mesma empolgação e felicidade de sempre. Além disso, as pessoas também ficarão mais felizes ouvindo as histórias de uma viagem do que sobre a sua roupa.
Mas a razão favorita é que experiências definem quem você é muito melhor que qualquer badulaque que um dia você comprou.
E durante uma viagem fica mais fácil se libertar para fazer coisas que você nunca fez como aprender um novo idioma, voar de balão mesmo com medo de altura, se enfiar numa jaula com tubarões em volta, escalar montanhas e até passar horas de frio porque queria conhecer a neve. Todas essas experiências vão formando a sua identidade de forma que depois de viajar você já não é a mesma pessoa.
É como se durante e depois de uma viagem você sempre tivesse chance de recomeçar.
E recomeçar sendo mais feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário