quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Citado por advogado, Romário nega ter conta na Suíça


O senador Romário (PSB-RJ) afirmou, em nota divulgada nesta quarta-feira (25/11) que não tem conta em banco suíço nem firmou acordo para apoiar o pré-candidato do PMDB à Prefeitura do Rio, Pedro Paulo Teixeira. As acusações foram feitas pelo advogado Edson Ribeiro, que defende o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. Em conversa com o senador Delcídio Amaral (PT-MS), preso nesta quarta-feira pela Polícia Federal sob acusação de tentar atrapalhar a Operação Lava-Jato, o advogado afirmou que Romário mantinha uma conta na Suíça. Na sequência, Delcídio afirmou que Paes e Romário firmaram acordo para que o senador apoie Pedro Paulo à sucessão municipal no Rio. Romário é cotado para disputar o cargo no ano que vem.

Em trecho da conversa, ocorrida em 4 de novembro e gravada de forma oculta por um terceiro participante, Delcídio afirma ter recebido o prefeito Eduardo Paes, Pedro Paulo (atual secretário municipal de Governo do Rio), Romário e o senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES). Então o advogado Ribeiro comenta: "Fizeram acordo, né?" Delcídio responde: "Diz o Eduardo que fez". "Foi Suíça", afirma o advogado. "Tinha a conta realmente do Romário. Tinha dinheiro no banco que foi encontrado. 'Tira, senão você vai preso'", continua Ribeiro.

Delcídio comenta: "O que eu achei estranho foi ele EDUARDO PAES (Paes) chegar (para uma reunião com Delcídio acompanhado de Romário). Eu disse: 'Romário, o que você está fazendo aqui?' E ele me disse: 'Estou acompanhando o Eduardo'"  (Da Agência Estado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário