domingo, 4 de outubro de 2015

Lula soprou a reforma no ouvido de Dilma

Foi a conselho de Lula que a presidente Dilma Rousseff decidiu passar por cima do comando do PMDB e negociar a reforma ministerial diretamente com as bancadas. Luiz Fernando Pezão, governador do Rio, fez a ponte entre o Palácio do Planalto e Jorge Picciani, ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio e pai de Leonardo Picciani, o deputado federal que terminou por costurar o acordo.
A negociação com Leonardo Picciani teve até a promessa da presidente Dilma de apoiá-lo na disputa pela presidência da Câmara, que ocorre daqui a um ano e quatro meses, quando vence o mandato de Eduardo Cunha. O acordo vale também para a hipótese de vacância imprevista da presidência da Casa. Mas não vale, claro, no caso de vacância de cargos ainda mais altos. (Radar Online)

Nenhum comentário:

Postar um comentário