domingo, 4 de outubro de 2015

ELEIÇÕES 2016: Lero descarta totalmente reaproximação com Evilásio

TAQUARITINGA DO NORTE: Na manhã de sábado (03) o Vice Prefeito Ivanildo Mestre (Lero) descartou totalmente a possibilidade de existir uma reaproximação de sua parte com o Prefeito Evilásio para a eleição do próximo ano. Em entrevista ao programa Taquaritinga em Primeiro Lugar, que vai ao ar todos os sábados de 10 e meia ao meio dia pela Rádio Farol FM, o Vice com a declaração, pôs fim a uma série de boatos que teriam surgido após o mesmo ter tirado fotos ao lado do prefeito recentemente no aniversário da Rádio Nova Geração FM. 

“Uma coisa que eu sempre tive foi educação. Aonde chego cumprimento prefeito, vereadores, secretários e todo mundo, sendo aliados ou não e não iria me negar de atender a um pedido dos realizadores do evento em tirar uma foto. Foto eu tiro e já tirei com Evilásio, com Jânio, com os vereadores, tiro com qualquer um, não vejo problema nenhum nisso!”, declarou Lero.

Na entrevista Lero também teceu críticas aos desmandos da atual gestão com a qual rompeu, especialmente destacou as obras que se encontram paralisadas como a creche e o CREAS de Pão de Açúcar. 

“Na condição de representante do povo não posso me furtar de cobrar que as coisas sejam feitas com transparência e que as obras sejam concluídas em nosso município. Não se admite este descaso do prefeito, especialmente com Pão de Açúcar, onde praticamente todas as obras iniciadas estão paralisadas, estarei junto com os vereadores fiscalizando, cobrando e denunciando o que encontrar de irregular, pois o nosso povo não pode ser vítima da irresponsabilidade de ninguém”, alfinetou. 

“Nós temos um projeto político para Taquaritinga e vamos levar ele adiante. Esse rompimento foi pra valer, não concordamos com o jeito que Evilásio vem administrando Taquaritinga neste segundo mandato, por isso rompemos com ele. Esse não é o jeito Calabar de governar, é o jeito “Lazim”, é o jeito dele, que por não concordarmos, assim como grande parte da população, achamos mais conveniente romper com ele e seguir defendendo a ideologia que sempre defendemos. O povo irá julgar quem está com a razão no próximo ano”, finalizou Lero, que segue firme com a sua pré-candidatura a Prefeito de Taquaritinga em 2016.


UM POUCO DA HISTÓRIA: Militante do grupo Calabar de Pão de Açúcar desde a eleição e reeleição da chapa Zeca e Lulu, em 2000 e 2004 respectivamente, o empresário Ivanildo Mestre, mais conhecido como Lero vem sendo uma peça chave no xadrez político da Dália da Serra.

Cogitado para substituir Lulu na chapa de vice de Zeca em 2004, Lero descartou a possibilidade em prol da união do grupo. 

Em 2008 após a cassação de Zeca, o grupo Calabar tinha 8 pré-candidatos a prefeito e os nomes de Evilásio, Lero, Léo e Rony se evidenciaram indo até a véspera das convenções. Com as desistências de Léo e Rony, o grupo Calabar após o resultado de pesquisas lançou Evilásio e Lero aceitou ser o vice, onde ambos conseguiram retomar a prefeitura das mãos de Jânio que havia cassado Zeca. 

Com o lançamento da chapa vitoriosa de 2008 a reeleição em 2012, um grupo insatisfeito com o prefeito propôs o apoio ao nome de Lero que recusou, mais uma vez sendo grupo e defendendo a união e o direito do prefeito em ser candidato a reeleição.


Vencidas as eleições de 2012 a expectativa é que houvesse a união do grupo Calabar em torno do nome de Lero como candidato natural a sucessão de Evilásio, uma vez que o mesmo já tinha aberto mão de ser candidato por duas vezes porém, ao contrário disso, o prefeito evidenciou a secretária de educação Ilka Paloma como a sua preferida, o que causou insatisfação de Lero e de grande parte do grupo. 

Diante do desgaste da administração centralizadora do prefeito, do caos administrativo e de declarações dadas por ele na imprensa regional que não apoiaria o Vice de jeito nenhum, restou a Lero, juntamente com os vereadores Geovane, Batata, Luquinha da Saúde e Eraldo de Pedra Preta, juntamente com lideranças de todos os recantos do município, romperem e seguirem o seu projeto político separado do prefeito. 

O “racha” ficou consolidado quando as duas alas apoiaram apenas o deputado estadual Diogo Moraes como candidato em comum, sendo os candidatos a presidente, governador, senador e deputado federal diferentes, situação que veio a se agravar quando o prefeito Evilásio chegou a oferecer ao vereador e ex-prefeito Jânio Arruda, até então o seu maior desafeto, os votos de sua bancada na câmara para que o mesmo pudesse derrotar o vereador Geovane, que era o candidato de Lero, e venceu a eleição conquistando além dos seus 4 votos (ele, Luquinha, Batata e Eraldo) os votos dos vereadores oposicionistas Demar e Cíntia, ambos do PSDB, com a bancada do prefeito se abstendo de votar. 

Uma fonte ligada ao governo municipal informou em reserva que uma reaproximação seria vista com “bons olhos” pelo prefeito, uma vez que acalmaria os ânimos e frearia uma série de denúncias e investigações que estão sendo feitas pela câmara e que também impediria que mais contas do atual gestor fossem rejeitadas selando um pacto de paz e silêncio no grupo Calabar, possibilidade esta que é claramente repudiada não só por Lero mais também por sua bancada de sustentação na Câmara Municipal. (FONTE: Blog do Elisberto Costa)  

Nenhum comentário:

Postar um comentário