terça-feira, 22 de setembro de 2015

Mais um: ela reagiu com um sonoro palavrão

O Fundo de Financiamento Estudantil, o Fies, que deixou dezenas de milhares de estudantes universitários sem novos financiamentos, deve ser alvo, em breve, de uma CPI, revela Lauro Jardim, na Veja Online.
As investigações sobre as tramóias com o Fies -- diz o colunista -- são um tiro de canhão sobre a Kroton, empresa do mineiro Walfrido Mares Guia, que ultimamente empresta jatos executivos para o transporte do ex-presidente Lula.
É coisa de bilhão.
Quando Dilma Rousseff soube de mais esse legado com potencial criminal que herdou de Lula, soltou um sonoro palavrão.
Enquanto isso, mais uma categoria vai se mobilizar contra os cortes do governo — e, desta vez, uma categoria que já dá bastante dor de cabeça ao Palácio do Planalto.
Na quarta-feira, delegados da Polícia Federal de todo o país vão parar para protestar contra a redução nas verbas, que, segundo eles, compromete as suas tarefas.
O presidente da Associação dos Delegados da PF, Marco Leôncio Ribeiro, afirma que os cortes “têm impacto no combate à corrupção”.
Com esse argumento, é capaz de alguém no governo defender mais cortes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário