segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Dono fora da cadeia, UTC avança em licitação

Leandro Mazzini – Coluna Esplanada
Figura central no esquema de corrupção na Petrobras, o presidente afastado da UTC, mas dono da empresa, Ricardo Pessoa, parece mandar muito ainda fora da cadeia, em regime domiciliar de prisão. E justamente no setor alvo de investigação na Lava Jato.
Ainda longe do carimbo de inidoneidade junto à União, a despeito de toda a encrenca no Petrolão, a UTC continua operando sem problemas com o Governo.
A empresa acaba de ser pré-qualificada na 13ª rodada de licitações realizada pela Agência Nacional do Petróleo para exploração de petróleo. Está na lista com outras 22 companhias, como também a enrolada Queiroz Galvão Exploração e Produção S/A. São os dois “braços'' das empreiteiras na mira da Justiça com outros CNPJs, dispostos a manter o poder dos grupos no setor de petróleo.
Print da classificação da UTC e Queiroz Galvão na página da ANP
Em alguns casos, mesmo sem experiência no setor, estas empresas participam do leilão para oferecer a operação a outras parceiras. Um negócio bilionário.
De acordo com o site da própria ANP, a empresa está apta para os contratos: “As sociedades empresárias cujas solicitações de inscrição foram aprovadas cumpriram todos os requisitos previstos na seção 4 do edital e estão aptas a participar da licitação''.

Nenhum comentário:

Postar um comentário