terça-feira, 4 de agosto de 2015

STF e Dirceu: agora há prova farta

Membros do STF notam que, diferentemente do mensalão, em que não havia acusação de que Dirceu recebera recursos para si, agora há "prova farta" de enriquecimento pessoal.

Rui Falcão preferiu esperar a reunião da Executiva Nacional do PT, hoje em Brasília, para que o colegiado decida sobre divulgar ou não nota em solidariedade ao ex-ministro da Casa Civil.
Caciques do PT, alarmados com a nova prisão de José Dirceu, defendem a criação de um comando de crise que reúna governo, Instituto Lula e o partido. Petistas acham que a força-tarefa tentará voltar o foco das investigações -que estava dividido entre Executivo e Congresso- para as gestões de Dilma Rousseff e Lula. "A tese agora é que o petrolão é uma continuação do mensalão, coordenado pelos governos do PT. É isso que vão sustentar no STF", constata um dirigente.
Integrantes da CPI da Petrobras relatam entendimento prévio, incluindo até deputados do PT, para que Dirceu fosse convocado a depor caso fosse preso.(Da Folha de S.Paulo – Vera Magalhães)

Nenhum comentário:

Postar um comentário