domingo, 30 de agosto de 2015

Curto, médio e longo prazo - Audiência Pública debate os problemas de água da região


Sociedade civil organizada, entidades e representantes do poder público a nível municipal, estadual e federal, estiveram reunidas na noite dessa sexta-feira (28), debatendo a questão hídrica de Santa Cruz do Capibaribe e região.

O diretor Regional do Agreste e Matas da Companhia Pernambucana de Saneamento (COMPESA), Leonardo Selva, explicou de forma detalhada e técnica as dificuldades proporcionadas com os tempos de seca e os projetos e ações que o governo tem buscado, através da Companhia, para que a cidade não sofra um colapso, mas alertou. “O único lugar onde tem água para buscar, é no volume morto de Jucazinho e barragem do Prata. Não existe nenhuma área em Santa Cruz ou Região viável para fazer uma grande barragem”.


De proposta e solução, em médio prazo, o diretor informou a implantação da Adutora do Pirangi, em Catende, que leva água para barragem do Prata e abastecerá Santa Cruz do Capibaribe. A obra está estimada em R$ 60 milhões e tem prazo previsto para 6 meses.

De imediato Santa Cruz do Capibaribe receberá água diretamente da Adutora do Salgado em Caruaru, após uma reversão do reservatório de Petrópolis, obra estimada em quase R$ 1 Milhão. “O governo do Estado não está inerte. Estamos buscando água onde tem, mas essa água não está perto”, frisou.

Em longo prazo, a medida continua sendo a conclusão da Adutora do Agreste, obra efetuada pelo Estado e financiada pelo Governo Federal. Selva garantiu que com as medidas, Santa Cruz continuará recebendo a mesma quantidade de água.

Para o deputado estadual Diogo Moraes (PSB) as medidas tomadas têm dado segurança à população e mostra o comprometimento do Governo do Estado. “Vejo como extremamente importante essa participação popular e política, medidas que já tínhamos tomado e que hoje apresentamos à população. Essas soluções fazem com que o povo fique seguro de que não estamos parados, e temos trabalhado dia-a-dia para diminuir tais dificuldades”, falou.


O Prefeito Edson Vieira (PSDB) destacou a união de forças, e o empenho que o Governo teve para apresentar soluções a curto, médio e longo prazo. “Esse empenho de toda sociedade é importante. E aqui mostramos o nosso compromisso com a população e fico feliz por ver que, nas próximas semanas, já receberemos essa água do Prata, após esse bombeamento do Petrópolis para o Salgado”, disse.

Já senador Humberto Costa (PT), líder do Governo no Senado, ainda se colocou à disposição para ser um elo com a o Governo Federal, e agendar uma reunião entre o Ministério da Integração e uma comitiva da região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário