terça-feira, 21 de julho de 2015

Ritual satânico pode ter motivado crime em Pau Amarelo

Suspeitos foram indiciados por duplo homicídio qualificado e ocultação de cadáver


Washington Gusmão Ferraz Júnior, 33 anos, Eudes Luís dos Santos, 40 anos, e a sua esposa, Maria do Socorro Oliveira, 52 anos, foram indiciados por duplo homicídio qualificado, tentativa de homicídio e ocultação de cadáver. Os três estão envolvidos nas mortes de Ilda Beatriz, de três anos, e Janaina Rodrigues Azevedo, 39 anos, tia da garota. O crime aconteceu no dia 10 de julho, no bairro de Pau Amarelo, no município de Paulista, Grande Recife. O inquérito foi concluído na última sexta-feira (17)
A polícia confirmou que eles planejaram os assassinatos, mas não sabe dizer há quanto tempo. A linha de motivação determinada foi a do ritual satânico, por conta das bonecas e altar encontrados na casa de Washington. Mesmo com os três indiciados, a polícia ainda é cautelosa e trata o motivo do crime como indícios.
Sobre a quarta pessoa presa na semana passada, o indiciamento da mulher depende de diligências complementares que ainda estão sendo feitas. O prazo da prisão temporária dela termina em 15 de agosto, um mês após a prisão.
Entenda

Na manhã do último dia 10, o auxiliar de pedreiro Washington Gusmão Ferraz Júnior, 33, esfaqueou duas mulheres e teria sequestrado a sobrinha delas. Ele teria invadido a casa das vítimas e esfaqueou Janaina Rodrigues Azevedo, 39, que morreu no local, e Raquel Rodrigues de Azevedo, 31, que sobreviveu ao ataque e foi encaminhada ao hospital Miguel Arraes, também em Paulista.

Após os ataques, ele sequestrou a menina e concluiu o crime, enrolando o corpo da criança em um lençol dentro de um saco plástico preto e o colocou dentro de uma caixa de cerveja. A caixa onde estava o corpo foi enterrada na cozinha, embaixo do fogão. O corpo da menina Ilda Beatriz, de três anos, foi encontrado por volta das 22h da sexta-feira (10). 
Informações da Folha de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário