segunda-feira, 4 de maio de 2015

25 mil torcedores em coro: “Fora Beto Richa”

O governador Beto Richa (PSDB) foi alvo nesta tarde de vaias e palavras de ordem no estádio Couto Pereira, em Curitiba, onde ocorre a final entre o Operário e Coritiba pelo Campeonato Paranaense.

"Fora Beto Richa", gritavam as duas torcidas em protesto ao massacre dos professores na quarta-feira, dia 29 de abril, na capital paranaense, quando mais de 200 educadores ficaram feridos por bombas e cães da PM.
Ontem à tarde, também em Curitiba, a torcida do Atlético não poupou o tucano. A Arena da Baixada entoou vários gritos de guerra anti-Richa.
“Ei Beto Richa vai tomar no cu…”, “Puta que pariu… o Beto Richa é a vergonha do Brasil”, “O professor é meu amigo, mexeu com ele mexeu comigo”.
Você acha que acabou as hostilidades, caro leitor? Ledo engano. Na quinta (30), o meia do Tubarão (Londrina) Rafael Bastos, ao comemorar o título do interior, sacou um cartaz com os seguintes dizeres: “Beto Richa tirano! Que vergonha bater em trabalhador! #Força professores!!!”.
Como se vê, o massacre dos professores chegou a todos os setores – da padaria ao estádio de futebol – para o azar do monstro Beto Richa e sorte da sociedade democrática.
Portanto, o povo tem razão: “Fora Beto Richa, renúncia já!”.  (Do blog do Eimael)

Nenhum comentário:

Postar um comentário