quinta-feira, 30 de abril de 2015

Moro impede doleiro de opinar sobre Planalto.

Da Folha de S.Paulo – Graciliano Rocha

O juiz federal Sergio Moro cortou o doleiro Alberto Youssef quando ele mencionou o Palácio do Planalto como o "último beneficiário" do esquema de corrupção da Petrobras.
No final do depoimento, quando respondia a perguntas de seu advogado, o principal operador do petrolão disse que a nomeação de diretores da Petrobras era determinada "acima".
"Os beneficiários eram os parlamentares, os diretores da Petrobras, eu também fui beneficiado com o comissionamento que fazia parte do meu trabalho. Quem nomeava diretor da Petrobras era acima. Era o palácio. Se você perguntar no meu entendimento", disse Youssef
"Daí não é para o sr. emitir opinião a não ser que tenha conhecimento de fato", interrompeu o juiz Moro.
"Conhecimento de fato eu não tenho. Estou falando a minha opinião", respondeu o doleiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário