sexta-feira, 27 de março de 2015

Governador assediado por líderes nacionais

Do Diario de Pernambuco – Rosália Rangel

Lideranças de peso na política nacional vêm assediando o governador e vice-presidente nacional do PSB, Paulo Câmara, para agendar reuniões políticas. Depois do ex-presidente Lula (PT), que este ano esteve com o pernambucano em São Paulo a convite do petista, também surgiram pedidos por parte da ex-senadora Marina Silva (PSB) e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). O tucano, inclusive, já agendou com o governador pernambucano um encontro para o dia 6 de abril, em São Paulo.

Da pauta deve constar a atual crise econômica, os percalços do governo Dilma Rousseff e os caminhos trilhados pela oposição. Na linha de frente dos partidos opositores ao governo federal, o PSDB busca um “namoro” com o PSB, que optou por assumir uma postura independente em relação à gestão petista. 

Neste cenário, o ex-presidente Lula também acalenta o sonho de ter novamente o PSB como aliado. O maior trunfo dele é a amizade que nutria com o ex-governador Eduardo Campos, padrinho político de Câmara. Tanto que quando o petista revelou o desejo de voltar ao estado, visita inicialmente prevista para este mês e adiada para abril, afirmou que gostaria de conversar com o governador e visitar a ex-primeira-dama Renata Campos.  A expectativa agora é de que Lula venha a Pernambuco no final do próximo mês para acompanhar a solenidade de inauguração da fábrica da Jeep, do grupo Fiat Crysler, em Goiana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário