quarta-feira, 4 de março de 2015

Em busca de aventura, trilheiros de Pão de Açúcar vão até o estado do RN

Foto: Blog Pão de Açúcar News

Só mesmo chuvas torrenciais e temperaturas baixíssimas podem tentar impedir os apaixonados por trilha de tirar quadriciclos e motos da garagem, vestir o equipamento de segurança e as roupas adequadas e acelerar nas pequenas estrada de terra, vencendo morros e, por que não buracos, lagos, pontes estreitas e caminhos tortuosos, além de percorrer trajetos escorregadios.

Aproximadamente vinte e oito integrantes da equipe Fófa Trilha, saíram do centro do distrito de Pão de Açúcar, com destino a cidade de São Miguel do Gostoso-RN, com a extensão um pouco mais de 450 Km, onde com certeza enfrentarão três belos dias cheios de muitas aventuras

Foto: Fófa Trilha
A possibilidade de terem dias de aventuras, em meio à natureza, com direito a sujar os quadriciclos e o corpo todo de lama, poeira e barro, é garantia certa de que passarão uma semana mais tranquila, esperando, é claro, uma outra oportunidade para seguir em busca de um novo caminho, de uma nova trilha e de uma aventura cheia de desafios e de muita adrenalina.
É rústico e desestressante

Hobby saudável e extremamente recomendável para quem quer descarregar o estresse, ou recarregar a bateria, e também ‘atropelar’ o sedentarismo (ao final de uma trilha, muitas vezes só um analgésico para aliviar as dores de quem está começando), percorrer por diferentes trilhas e caminhos sobre uma moto é atividade que vem atraindo cada vez mais adeptos.

Foto: Fófa Trilha

Em contato com a natureza, o cenário de uma trilha costuma ser rústico, o que, aliado à agressividade e dificuldade da prática, entretanto, assistir o pôr-do-sol próximo à natureza é algo que o trilheiro não troca por nada. Nem que para isso precise chegar em casa com lama e barro da cabeça aos pés.
Na trilha da amizade

De trilha em trilha, os laços de amizade se fortalecem e, queiram ou não, os trilheiros precisam mesmo estabelecer parcerias.

Foto: Fófa Trilha

"Fazer trilha sozinho não tem graça", diz Rosimar Inácio. "Trilheiro vira tudo parceiro. E um dos nossos lemas é nunca deixar os amigos pra trás. Se alguém atolar ou quebrar o quadriciclo ou moto, todos param e ajudam. Sempre discutimos qual será nosso próximo destino, sempre falamos:  "é hora da lama, dos desafios e de montar nos nossos quadriciclos, que é a nossa válvula de escape para o estresse", relata o trilheiro.
Blog Pão de Açúcar News

Nenhum comentário:

Postar um comentário