sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Ala do PSB quer reatar com Dilma. E Câmara e Geraldo?

Parte do PSB intensificou a pressão para que o partido reate as relações com o governo Dilma Rousseff, do qual se afastou em 2013, quando decidiu lançar a candidatura de Eduardo Campos à Presidência. 


O grupo que pretende rever o rompimento com o PT é capitaneado pelo senador Fernando Bezerra Coelho (PE), que já conversou sobre a reaproximação com Aloizio Mercadante (Casa Civil) e Jaques Wagner (Defesa) e deve sentar-se ainda com Ricardo Berzoini (Comunicações).

O grupo ainda precisa convencer parte da ala pernambucana do partido, liderada pelo governador Paulo Câmara e pelo prefeito da capital, Geraldo Julio. Por ora, eles defendem a manutenção da independência. Pessebistas defendem uma articulação a 'médio prazo' para levar o partido de novo ao campo petista.


'Essa não é a história do PSB. Nos últimos 15 anos, nossa postura foi de aproximação com o PT', afirma um outro dirigente da sigla. (A informação é de Vera Magalhães, em sua coluna desta sexta-feira na Folha de S.Paulo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário