segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Por pouco: TSE aprovará contas de campanha de Dilma

 O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) deve aprovar as contas de campanha da reeleição de Dilma Rousseff, ainda que com ressalvas^, avalia Mônica Bergamo, hoje na sua coluna da Folha de S.Paulo. Segundo a colunista, atemorizado com a possibilidade de rejeição das contas, ainda mais depois que o ministro Gilmar Mendes foi sorteado para relatar o processo, o governo tem enviado emissários para sondar os magistrados.


A possibilidade maior é a de que sejam feitas ressalvas a alguns aspectos da prestação de contas --sem, no entanto, reprová-las em sua totalida. 'Rejeição, só em caso de uma fratura exposta', diz um dos ministros.

A Presidência da República aparece na lista do TSE dos cem maiores fornecedores da campanha de 2014. Dilma pagou R$ 5 milhões pelo uso que fez do avião presidencial quando tentava a reeleição. Só os cem maiores fornecedores receberam, no total, R$ 3,9 bilhões. A Polis Propaganda & Marketing, do jornalista João Santana, responsável pela propaganda de Dilma, é a primeira da lista do TSE. Recebeu R$ 78 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário