terça-feira, 9 de dezembro de 2014

O PT e a Câmara: quem irá para o sacrifício?

 
Aguarda-se para hoje a definição da bancada do PT na Câmara sobre se lançará candidato próprio ou se apoiará um nome da oposição para presidente da casa. O objetivo é contrapor alguém a Eduardo Cunha, já lançado pelo PMDB e com todas as chances de ser eleito. Os companheiros reúnem-se desde o fim de semana, mas existem dificuldades em selecionar quem se disponha ao sacrifício.

A situação lembra 1965, quando o candidato do PSD a permanecer mais um mandato, Raniéri Mazzilli, tinha como certa sua reeleição mas foi vencido por Bilac Pinto, da UDN, apoiado pelo então presidente Castelo Branco. Também, os tanques pesaram, como agora não pesam…(Carlos Chagas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário