sábado, 15 de novembro de 2014

Vem mais aí. 200 deputados à sombra de empreiteiras


 O governo Dilma e os partidos que o sustentam, sobretudo o PT e o PMDB, vão pagar a conta do escândalo Petrobras. Mas analistas políticos avaliam que os desdobramentos da Operação Lava-Jato serão mais amplos.

 As empreiteiras financiaram cerca de 200 deputados eleitos de 23 partidos. No Brasil, as grandes empresas doam para candidatos de todas as legendas, e dinheiro não tem carimbo.

Não há quem possa dizer que “a minha doação é honesta e a do meu adversário é fruto de roubo”. O financiamento eleitoral está nu. Sai fortalecida a posição de seis ministros do STF, que declara inconstitucional o financiamento eleitoral pelas empresas. A reforma do processo político virou uma necessidade urgente.(Ilimar Franco - O Globo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário