quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Delegado acusou errrado e queria que PF assumisse

 A decisão do delegado Márcio Adriano Anselmo de admitir erro ao citar erradamente  o dirigente da Petrobras Cosenza causou surpresa no comando da PF. O delegado queria que a corporação emitisse uma nota oficial com a informação, mas teve que reconhecer a falha por conta própria.

Já o juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato, costuma ir de bicicleta de sua casa até a vara criminal que comanda, em Curitiba, alguns dias por semana. Com o avanço das investigações, porém, reduziu a frequência das pedaladas por questão de segurança. (Vera Magalhães - Folha de S.Paulo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário