quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Nordeste: a chave para a vitória, ou derrota, de Aécio


 Aliados de Aécio Neves (PSDB) fizeram as contas e descobriram que, para assegurar o sucesso em 26 de outubro, será fundamental evitar que a presidente Dilma Rousseff (PT) repita a performance de 2010, quando venceu o segundo turno com 66,8% dos votos da Região Nordeste. José Serra (PSDB) ficou com 33,19%.
 Ocorre que os petistas também atentaram para a necessidade de reproduzir o resultado anterior, ao ponto de, segundo informações que chegaram ao PSDB, fazer funcionar um dos canais de transposição do São Francisco, em fase de conclusão, apenas para a gravação de imagens do programa eleitoral da presidente candidata. Diante dessas informações, os tucanos não têm dúvidas de que a briga no Nordeste será intensa.
Em Pernambuco, para se contrapor à presença de Lula, o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), e o governador eleito, Paulo Câmara (PSB), programaram uma mobilização intensa nesse fim de semana. Em Maceió, o governador de Alagoas, Teotônio Vilela Filho (PSDB), foi para a rua no último fim de semana para distribuir material da campanha de Aécio. Enquanto os tucanos jogam sua energia ali, caberá ao candidato cuidar dos votos do Centro-Sul a fim de ampliar a vantagem.  (Denise Rothenburg - Correio Braziliense)

Nenhum comentário:

Postar um comentário