sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Eleições 2016: Lero participa do “Hora da Verdade”


Na manhã desta quinta-feira (25) o atual Vice Prefeito de Taquaritinga do Norte,
 Lero (PR) foi o entrevistado na condição de candidato a prefeito pelo radialista Neto Surubim, no programa Hora da Verdade, que vai ao ar de segunda a sexta na Rádio Farol FM. Acompanhado do candidato a vice Gena Lins (PSB), do prefeito Evilásio Araújo e dos vereadores e candidatos a reeeleição Luquinha da Saúde (PTB) e Gilson Carlos (PSDB), Lero foi questionado sobre diversos temas como saúde, educação, turismo, agricultura e mostrou muita desenvoltura e amplo conhecimento dos problemas que afligem a Dália da Serra.

 

Respondendo com segurança e não deixando nenhuma pergunta sem resposta, Lero apresentou algumas propostas de seu plano de governo e fez uma ampla prestação de contas das gestões de seu 
grupo político que, desde 2000 vem comandando os destinos de Taquaritinga do Norte, após 4 vitórias consecutivas. 
Coube ao vice Gena comparar os 4 mandatos do grupo Calabar com as gestões anteriores, onde elencou um rol de obras e ações que contemplaram os quatro cantos do município e que proporcionaram a inclusão social com ações nas áreas de pavimentação, saneamento básico, apoio ao agricultor familiar, transporte escolar e outras não menos importantes que melhoraram a qualidade de vida da população.A entrevista fez parte de um ciclo onde também foram sabatinados os candidatos a prefeito Jânio Arruda (PSD) e Pedro Junior (PDT). (Por Blog do Elisberto Costa)

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

CIÚMES - CASAL É ESFAQUEADO NA ZONA RURAL DE TAQUARITINGA DO NORTE


O casal, formado por Josildo Sebastião da Silva, mais conhecido como “Neguinho”, de 40 anos de idade, residente na Rua Jaçanã no bairro do mesmo nome em Santa Cruz do Capibaribe; e Poliana da Silva Lima, de 27 anos, moradora do Sítio Jerimum na zona rural de Taquaritinga do Norte, deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Santa Cruz com ferimentos causados por golpes de faca peixeira.

Segundo informações, o fato aconteceu no Sítio Jerimum, quando o ex-marido da Poliana – inconformado com o fim do relacionamento – armado com uma faca tentou ceifar a vida da mulher e do atual companheiro dela.


A tentativa de duplo homicídio ocorreu na manhã do último domingo (21). A ocorrência foi registrada na Delegacia de Polícia da Capital da Moda.

Do: Blog Agreste Notícia

terça-feira, 23 de agosto de 2016

RS 1 bilhão por dia

Hélio Schwartsmann - Folha de S.Paulo
A festa foi bonita. Mas, exceto por Munique-72 e Atlanta-96, marcados por ataques terroristas, o espetáculo olímpico é sempre bacana. O problema é o custo. E aqui fica difícil qualificar a Rio-16 de qualquer expressão mais leve do que aventura irresponsável.
Pelo quadro publicado na edição de ontem da Folha, a Olimpíada consumiu R$ 39 bilhões, dos quais R$ 17 bilhões são dinheiro público, que é o que nos diz respeito. Como foram 17 dias de eventos e competições, temos a bagatela de R$ 1 bilhão por dia. Esses são dados oficiais, então não será surpresa se ainda aparecerem mais alguns restos a pagar.
É claro que nem tudo é dinheiro jogado fora. Uma parte dos custos se refere a investimentos que ficam, como o Metrô, no qual a administração estadual colocou R$ 8,6 bilhões. A dificuldade aqui é que o governo fluminense, agora virtualmente falido, poderia ter feito uso mais sábio de tais recursos. O mesmo vale para outros legados. Será que eles eram mesmo prioridade?
Raciocínio semelhante pode ser feito para o desempenho esportivo. Como mostrou Roberto Dias na edição de ontem, o Brasil aumentou significativamente os investimentos públicos em esporte, que saltaram de R$ 2 bilhões no ciclo 2008-2012 para R$ 3,7 bilhões em 2012-16, para que obtivéssemos no Rio apenas duas medalhas a mais do que em Londres.
E, convenhamos, apoiar o alto rendimento para ganhar medalhas me parece um objetivo meio besta. Investimentos públicos em esporte deveriam estar voltados principalmente para dar condições para a população exercitar-se e motivá-la a fazê-lo, melhorando sua qualidade de vida e reduzindo as contas da saúde.
Não ignoro que organizar um evento como a Olimpíada traz ganhos difíceis de ponderar, como a melhora da autoestima nacional e da imagem externa do país. Custa-me crer, porém, que tais benefícios justifiquem o R$ 1 bilhão por dia.

Para ficar bem com o Supremo Janot ficou mal na foto

Ricardo Noblat
Esquisita, para dizer o mínimo, a decisão do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de cancelar as negociações da delação premiada da empreiteira OAS e do seu dono Léo Pinheiro.
Segundo a revista VEJA em sua mais recente edição, Pinheiro estaria disposto a contar que ajudou a reformar a casa do ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília.
Nada mais comum nos últimos dois anos do que vazamentos de informação sobre delações em curso ou ainda por acontecerem. Mas é a primeira vez que Janot reage dessa maneira.
Por que será? Para não ficar mal com os ministros do TSE quando um deles é citado em um episódio nebuloso? Para pressionar Pinheiro a nada dizer sobre Tóffoli caso a delação afinal se consuma?
Sim, porque Pinheiro poderá delatar Tóffoli e quem mais quiser na hora que preferir. Seja diante de um juiz ou publicamente. Ninguém poderá impedi-lo disso.
A delação de Pinheiro é uma das mais esperadas da Lava-Jato dada às relações estreitas do empresário com algumas das figuras mais importantes da República.
Pinheiro tem muito que contar sobre Lula – e parte do que tem já vazou sem tirar Janot do sério. Tem muito que contar sobre os senadores Aécio Neves e José Serra - e parte do que tem já vazou.
Ao ministro Tóffoli, a essa altura, deve interessar que a menção ao seu nome seja definitivamente esclarecida para que não pese nenhuma dúvida a cerca do seu comportamento.
Se quis ficar bem com o STF, Janot deixou mal Tóffoli e seus colegas.

Trapalhadas do chanceler Serra

A orelha do ministro José Serra deve ter queimado nesta segunda-feira (22) durante almoço de Michel Temer com líderes de partidos aliados na residência oficial da presidência da Câmara.
No encontro, um dos convivas relatou, sorrindo, ao interino um diálogo entre o chanceler e o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, no encerramento dos Jogos.
— Fiquei muito feliz com a nossa vitória sobre a Alemanha no futebol masculino — afirmou Serra, exultante.
O dirigente respondeu com um sorriso amarelo.
E por um motivo apenas: Bach é alemão.               (Painel - Folha de S.Paulo)

Impeachment: 48 dos 81 senadores votam a favor


Folha de S.Paulo
A três dias do início do julgamento final do impeachment de Dilma Rousseff, 48 dos 81 senadores declaram publicamente que irão votar a favor do afastamento definitivo da petista. Apesar de o número ser menor do que o necessário para que isso ocorra – dois terços do Senado, ou seja, 54 votos –, a tendência hoje é a de que o impeachment seja aprovado. O governo interino de Michel Temer dá esse resultado como certo e conta com 61 votos pela saída da presidente afastada.
Apesar de serem favoráveis à saída definitiva de Dilma, alguns parlamentares não querem ainda se pronunciar abertamente.
De acordo com o placar da Folha, nove senadores não querem declarar qual será o posicionamento final. Desses, no entanto, seis votaram favoravelmente à continuidade do processo contra Dilma.
O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), ainda não se posicionou, mas aliados do peemedebista afirmam que ele já indicou que irá votar pelo impeachment de Dilma na etapa final.O placar também mostra que quatro senadores se declaram indecisos em relação a seus votos. Todos eles, porém, defenderam a continuidade do processo na última votação, em maio.
Na primeira votação, quando o Senado decidiu abrir o processo, o placar foi de 55 a 22. Na segunda, quando houve o aval para o julgamento, o resultado se ampliou: 59 votos a favor e 21 contrários.
A sessão de desfecho do impeachment de Dilma se inicia nesta quinta (25). Os primeiros dois dias serão dedicados a ouvir testemunhas de acusação e defesa. Se for preciso, os senadores trabalharão no fim de semana para concluir esta etapa.

domingo, 21 de agosto de 2016

ELEIÇÕES 2016: Capital Calabar é invadida por onda vermelha!

 

PÃO DE AÇÚCAR
: O distrito de Pão de Açúcar, em Taquaritinga do Norte, deu mais uma clara demonstração dos motivos pelos quais é intitulada Capital Calabar: uma autêntica invasão de militantes vermelhou as ruas da localidade desde as primeiras horas da tarde deste sábado (20). 

Diante do quadro de ter um filho seu eleito prefeito de Taquaritinga, sonho de todos os moradores do distrito, o grupo Calabar que desde 2000 vem impondo sucessivas derrotas ao grupo Boca-Preta (Oposição), tem em Lero (PR), atual vice prefeito e candidato a prefeito e no seu companheiro de chapa, o empresário Gena Lins (PSB) a bola da vez para conseguir a quinta vitória consecutiva do grupo.

 
 


Num comício marcado pelo compromisso e pela união, pela primeira vez estiveram no palanque todas as lideranças do grupo, desde Zeca e Lulu, que derrotaram o atual vereador e candidato a prefeito Jânio Arruda (PSD) em 2000 e 2004 e Evilásio que também derrotou Jânio (2008) e Milton (2012), até as novas lideranças que “pularam” e aderiram ao projeto Calabar como a vereadora Cíntia Gonçalves (PC do B) e seu pai, o empresário Luiz do Mosquiteiro, até o ex-procurador federal Dr. Paulo Lima, o empresário André AguiruTeixeira (O Gago)  e outras lideranças que também aderiram à chapa Lero e Gena.

 

Os candidatos a vereador do grupo, o ex-deputado Oséas Moraes e seu filho, oDeputado estadual Diogo Moraes e as novas lideranças que aderiram ao projeto, Zeca e Evilásio foram unânimes em seus discursos ao destacarem a importância da união do grupo e a necessidade do grupo manter e ampliar as ações que vem sendo desenvolvidas desde 2000 em todos os recantos do município. 

 

 


Coube a Lero, o grande anfitrião da noite encerrar o evento de forma emocionada e conclamar toda a militância a ir às ruas e defender a continuação das administrações do grupo.

Muito fizemos e com o apoio de vocês vamos fazer muito mais. É preciso a união de todos para, juntos, continuarmos o nosso trabalho que colocou Taquaritinga no caminho do desenvolvimento. Vamos, unidos, para mais uma grandiosa vitória”, declarou Lero. 

(FONTE: Blog do Elisberto Costa / Fotos: Edson Arruda - Aldo Rocha)  

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

ELEIÇÕES 2016: Conexão 22 movimenta comunidade de Placas

 


TAQUARITINGA DO NORTE: Um grande público prestigiou na noite de quinta-feira (18) o encontro político promovido pelo grupo Calabar na comunidade de Placas, onde o Vice Prefeito Lero (PR) que é candidato a prefeito, juntamente com o candidato vice Gena Lins (PSB) e os candidatos a vereador estiveram realizando visitas e ouvindo as demandas da comunidade, num evento que contou com um grande público e evidenciou que as arestas decorrentes do processo de escolha da chapa foram superadas e que a união entre as alas do grupo Calabar está consolidada.

A comunidade de Placas tem uma grande importância devido a sua localização geográfica e seus empreendimentos que muito contribuem com a economia de Taquaritinga. Nosso governo realizou grandes investimentos como as pavimentações dos principais acessos que ajudaram a melhorar a qualidade de vida dos moradores que sempre sonharam com essas benfeitorias, que só vieram a ser realizadas com a chegada de nosso grupo a prefeitura em 2000. Ouvimos as demandas da população e tenho a certeza que, junto com o companheiro Gena, iremos fazer muito mais e ampliarmos esta linha de trabalho que vem sendo referendada nas urnas por nosso povo”, declarou Lero.

 
 




Após a união os situacionistas vem marchando unidos e buscam manter a hegemonia do grupo Calabar que desde 2000, vem impondo sucessivas derrotas ao grupo liderado pelo vereador e candidato a prefeito Jânio Arruda (PSD), que foi derrotado por Zeca em 2000 e 2004, por Evilásio em 2008, cabendo a Milton, seu companheiro de chapa, sofrer mais uma esmagadora derrota para Evilásio em 2012. Também está na disputa o auditor da Secretaria da Fazenda Pedro Junior (PDT), que foi candidato a vereador em 2004, obtendo 234 votos e não conseguindo se eleger. (Por Blog do Elisberto Costa) 

MP abre ação contra empresa do ministro da Saúde

O Ministério Público do Paraná acusa uma empresa do ministro Ricardo Barros (Saúde), a BB Corretora Ltda., de lesar mais de 4 mil torcedores de futebol. A acusação consta de ação civil pública protocolada na 2ª Vara Cível da cidade paranaense de Maringá.
Segundo a Promotoria, a firma do ministro ajudou a organizar a partida final do campeonato paranaense de 2014. Atuou junto com o Maringá Futebol Clube e a Federação Paranaense de Futebol, também acusados na ação. O jogo ocorreu em 13 de abril de 2014. O Maringá foi a campo contra o Londrina Esporte Clube.
Assistiram à partida 19.071 torcedores. O Corpo de Bombeiros havia autorizado a venda de 19.092 ingressos. Ou seja, o estádio da cidade de Maringá estava pela tampa. Do total de ingressos, 4 mil seriam para a arquibancada coberta. O problema é que, para esse setor, a empresa do ministro vendeu 8.084 bilhetes, deixando de fora mais da metade dos torcedores.
Na ação, o Ministério Público pede que a empresa do ministro, o time do Maringá e a federação paranaense sejam condenados a devolver, a título de indenização por danos morais e materiais o lucro que auferiram irregularmente. Coisa de R$ 177 mil, fora multa.
Ricardo Barros maniestou-se por meio de nota. Disse que não era deputado federak na época em que ocorreram os fatos. Sustenta que “não houve venda excedida de ingressos.” Anota: “É lamentável que o Ministério Público explore uma ação descabida no curto período eleitoral, mostrando visivelmente a politização da ação do Ministério Público.” A filha do ministro, Maria Victória Borghetti Barros, que é sócia dele na empresa, disputa a prefeitura de Curitiba.
Embora negue as acusações da Promotoria, Ricardo Barros declara que, se for comprovado qualquer prejuízo aos torcedores, “haverá o devido ressarcimento.”

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Lero e Gena conquistam apoios em Pão de Açúcar e consolidam candidatura


O vice-prefeito de Taquaritinga do Norte, no agreste do estado, Lero (PR) vem atraindo apoios importantes para a sua candidatura a prefeito deste município. A cada dia surgem lideranças e famílias que declaram apoio ao projeto político do atual  vice-prefeito.

Nesta segunda-feira (15), Lero e Gena receberam o apoio da família de Idalson do distrito de Pão de Açúcar.As adesões recebidas por Lero nesse período eleitoral fortalecem o seu projeto político e viabilizam a possibilidade efetiva de unir Taquaritinga do Norte em torno de um projeto de futuro, já que no campo situacionista Lero é o único que está conseguindo atrair adesões e se apresentar como contraponto ao projeto do ex-prefeito Jânio Arruda. (Do Taquarinet Noticias )

terça-feira, 16 de agosto de 2016

SANTA CRUZ TERÁ 80 CANDIDATOS A VEREADOR NESTA ELEIÇÃO

Chapa Edson Vieira e Dida de Nam trazem 51 candidatos a vereador, divididos em três chapinhas  

SANTA CRUZ AVANÇA

DEUSA SILVESTRE- PV
EDUARDO JOSÉ- PV
RENÊ ATLETA- PV
SÍLVIO JERIMUM- PV
JOÃO DOS COLCHETES- DEM
ADILSON DO CALÇADÃO- REDE
JOYCE- REDE
LUCIANO BEZERRA- REDE
ANINHA- PMB
VALDICLÉCIA- PMB
RONALDO PACAS- PR 

MAIS AVANÇO
ELVES FERREIRA- PHS
EMANOEL DA PAMONHA- PHS
INÁCIO FELIZARDO- PHS
IRMÃO EVERALDO JOSÉ- PHS
JUCIMÁRIO ALCÂNTARA- PHS
VANDA DO MONZA- PHS
CAETANO MOTOS- PROS
EDSON FERREIRA- PROS
GILMAR DA SAÚDE- PROS
MARCELO VIEIRA- PROS
AMILTON PISCINEIRO- PSD
COMANDANTE MARTINS- PSD
EDGAR COSTA- PSD
GORDINHO DO JIU JITSU- PSD
IRMÃO SOARES- PSD
JOAB DO OSCARZÃO- PSD
NILTON DO SANTO AGOSTINHO- PSD
TOIM PANCADÃO- PSD
ZÉ DE BIU- PSD
IRMÃO VAL- SD
RONALDO DA AMBULÂNCIA- PSD
JÉSSYCA CAVALCANTI- PTC
NAILSON RAMOS- PMDB
PAULINHO COELHO- PC DO B
RODRIGO LIMA- PC DO B

 AVANÇA SANTA CRUZ
ALBERTO GRILO- PSDB
BABÁ DA IDENTIDADE- PSDB
DR. NANAU- PSDB
EDSON BEM- PSDB
MARCOS DA CIVIL- PSDB
NATAN- PSDB
NATÉRCIO CATANHA- PSDB
PIPOCA- PSDB
ZÉ ELIAS- PSDB
ZÉ MINHOCA- PSDB
ZEZIN BUXIN- PSDB
AFRÂNIO MARQUES- PDT
JÚNIOR GOMES- PSB
NARAH LEANDRO- PSB
TOINHO DO PARÁ- PSB


Chapa Fernando Aragão e Cleiton Barbosa trazem somente 28 candidatos a vereador, divididos em duas chapinhas

COLIGAÇÃO “VAMOS JUNTOS MUDAR SANTA CRUZ”

NATÁLIO ARRUDA- PP                             
DEOMÉDES BRITO- PT
ERNESTO MAIA- PT     
VEIN ARAGÃO- PT
ALESSANDRO DA AUTO ESCOLA-  PTB
HÉLINHO ARAGÃO- PTB
JOÃO ROQUEIRA- PTB
CARLINHOS DA COHAB- PTB
GERALDO ARAGÃO- PTB     
VÂNIO VIEIRA- PTB      
RAIMUNDO- PTB 
PASTOR SEVERINO- PTB
VERÔNICA VALADARES- PTB

COLIGAÇÃO “RENOVAR PARA MUDAR”

TIGRÃO- PTN      
ADRIANO BAÉ- PTN     
ANDERSON DO CALÇADÃO- PTN
CAPILÉ DA PALESTINA- PTN  
CILAS TENÓRIO- PTN
GILMAR SALLES- PTN
ZOME DO PARÁ- PTN  
AUGUSTO MAIA- PTN
CARLINHOS DA PALESTINA-PTN    
VANDO DA SERTEC- PTN      
LUCINHA DA SAÚDE- PTN
MARLOS DA COHAB- PTN    
PEDRO DO BORDADO- PTN 
SÉRGIO LIMA- PTN       
VALMIR INSTRUTOR-PTN

* O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) traz as candidaturas de Rodolfo Aragão para prefeito, e Allison Oliveira para vice e apenas um candidato a vereador:

SÉRGIO SINÉSIO- PSOL

Com informações do Blog Sulanca News
03 peça diogo moraes 08 2016

CONHEÇA AS REGRAS DA PROPAGANDA ELEITORAL 2016


Nesta terça-feira, 16, tem início a propaganda eleitoral. Até o dia 1.º de outubro, os candidatos a prefeito e a vereador de todo o Estado estão autorizados a fazer campanha com vistas às Eleições 2016, mas devem ficar atentos às restrições impostas pela legislação eleitoral.

As regras para a propaganda em 2016 estão dispostas na Resolução TSE nº 23.457/2015, que também trata do horário gratuito no rádio e na TV e das condutas ilícitas na campanha. 

As punições para quem cometer irregularidades vão de multa até detenção.

Internet - É permitido fazer propaganda eleitoral na internet em sites do candidato, do partido ou coligação e por meio de mensagem eletrônica para endereços cadastrados gratuitamente por eles mesmos. O uso de blogs, redes sociais, sites de mensagens instantâneas e assemelhados também está autorizado. Sob qualquer forma, é vedada a propaganda paga na internet.

Som - O uso de alto-falantes ou amplificadores de som em veículos e sedes de partidos ou coligações é liberado das 8 horas às 22 horas. A circulação de carros de som e minitrios, como meio de propaganda eleitoral, devem observar o limite de 80 decibéis de nível de pressão sonora.

Os comícios - São permitidos das 8 hs às 24 horas, mas a Lei das Eleições (Lei nº 9.504/97) proíbe a realização de showmício e de evento assemelhado para promover candidatos, assim como a apresentação, remunerada ou não, de artistas com a finalidade de animar comício e reunião eleitoral.

Rádio e TV - A propaganda em rádio e TV é restrita ao horário eleitoral gratuito, que começa dia 26 de agosto. A propaganda partidária não será veiculada no segundo semestre.

Jornais e revistas - Os candidatos estão autorizados a fazer anúncios pagos na imprensa escrita, com a respectiva reprodução na internet, de até 10 anúncios de propaganda eleitoral em datas diversas, por veículo, no espaço máximo por edição, para cada candidato, partido ou coligação, de 1/8 de página de jornal padrão e ¼ de página de revista ou tabloide.

Bens públicos e particulares - É vedada a veiculação de propaganda de qualquer natureza, inclusive pichação, inscrição a tinta, colocação de placas, faixas, estandartes, cavaletes, bonecos e peças afins em bens em que o uso dependa de cessão ou permissão do poder público, ou que a ele pertençam. A proibição se estende aos bens de uso comum, inclusive postes de iluminação pública, sinalização de tráfego, viadutos, passarelas, pontes, paradas de ônibus e outros equipamentos urbanos.

Mesas para distribuição de material e bandeiras ao longo das vias públicas devem ser móveis e não podem dificultar o bom andamento do trânsito de pessoas e veículos – a colocação e a retirada dos meios de propaganda devem ocorrer entre as 6 e as 22 horas.

Já a propaganda em bens particulares pode ser feita somente em adesivo ou papel, com dimensão máxima de meio metro quadrado. Nos carros, são permitidos adesivos microperfurados até a extensão total do para-brisa e, em outras posições, adesivos até a dimensão de 50cm x 40cm.

Folhetos e outros materiais - A propaganda eleitoral por meio de folhetos, adesivos, volantes e outros impressos deve ser editada sob a responsabilidade do partido, coligação ou candidato, e deve trazer o CNPJ ou o CPF do responsável pela confecção, bem como de quem a contratou, e a respectiva tiragem. Brindes, camisetas, chaveiros, bonés, canetas, cestas básicas ou qualquer outro bem ou material que possa proporcionar vantagem ao eleitor são vedados pela legislação eleitoral.

Com informações do Estadão Online